Segurança de Rede: o básico para garantir a proteção da sua empresa!

Este é o cenário comum de uma empresa: computadores e outros equipamentos eletrônicos capazes de compartilhar dados e recursos, ligados por um sistema de comunicação como a internet. Esse conjunto é chamado de rede.

Em condições ideais de segurança, apenas o pessoal autorizado tem acesso a essa rede, seus dados e programas. Uma rede não segura, porém, está sujeita a ataques maliciosos que podem colocar a empresa em sérios riscos.

Quer saber como evitá-los? Acompanhe o post e conheça as medidas básicas para a proteção de sua empresa!

O que é segurança de rede

A segurança de rede consiste em uma série de medidas que visam garantir que o acesso aos dados compartilhados pela empresa seja feito apenas por quem tiver autorização. As medidas servem, também, para assegurar que apenas o administrador da rede tenha controle sobre ela, impedindo que outros façam alterações que comprometam o sistema.

Os riscos de uma rede desprotegida

Qualquer equipamento conectado à rede está sujeito a ataques arquitetados por cibercriminosos. Há uma infinidade de malwares ditos “comuns” não causam problemas sérios. Mas há, também, ameaças poderosas que podem até permitir o sequestro dos dados da empresa.

Conheça as ameaças: saiba a diferença entre vírus, ransomware e spyware

Alguns dos malfeitores agem simplesmente para mostrar que podem, espalhando malwares que “apenas” causam a lentidão do sistema. Outros, porém, trabalham pela disseminação de programas maliciosos capazes de comprometer o sistema e impedir o acesso aos equipamentos. Nesses casos, o risco é maior e o objetivo certamente é causar prejuízos graves.

Como garantir a segurança de rede: medidas básicas de proteção

Há diversas medidas para impedir que pessoas não autorizadas tenham acesso à rede de sua empresa. Neste post, apresentamos as mais básicas para que você saiba por onde começar:

  • Mantenha seus sistemas atualizados

A atualização dos sistemas utilizados pela empresa, tanto os dos servidores quanto os das estações, é uma medida de segurança frequentemente ignorada. E isso acontece porque, muitas vezes, sua importância é desconhecida e passa a ser mais “conveniente” deixar qualquer atualização para depois.

É preciso entender que atualizações não existem apenas para trazer novas funcionalidades. Há, ainda, o propósito de corrigir falhas de segurança tendo em vista que os cibercriminosos, muitas das vezes, se aproveitam justamente dessas brechas para invadir sistemas e redes.

  • Contrate um bom antivírus corporativo

Há tempos, computadores fazem parte da rotina de muita gente. Por isso, a maioria já conhece a importância e está habituada a baixar programas legítimos, geralmente gratuitos para as suas máquinas.

Ainda que essa medida seja, na maioria das vezes, eficaz para equipamentos de uso doméstico, não garante a segurança de redes empresariais. O volume de trocas realizadas é maior e pode haver mais vulnerabilidades. Por isso, é recomendada a contratação de um antivírus corporativo.

  • Tenha um provedor de email com um bom anti-spam

Uma forma bastante comum de disseminação de malwares e da consequente infecção de máquinas, sistemas e redes são os links maliciosos. E uma das formas pelas quais esses links chegam até as pessoas é por meio de emails do tipo “spam”.

Há uma série de critérios que classificam um e-mail como spam, podendo fazer com que mensagens seguras sejam enviadas para o lixo eletrônico. Mas desativar a funcionalidade ou não optar por um provedor que conte com um bom anti-spam pode levar a transtornos maiores, como os ataques de malwares.

  • Faça sempre o backup dos dados

O backup em si não é uma medida contra os ataques, mas um meio de assegurar que as informações da empresa estejam a salvo, em caso de qualquer revés.

Para isso funcionar, é preciso incluir a realização do backup na rotina organizacional. Assim, os dados são atualizados diariamente, reduzindo ou eliminando perdas. Outra opção é adotar um sistema de backup na nuvem.

  • Conte com ajuda profissional

Além de implementar essas medidas, é importante realizar conferências para garantir que todas as ferramentas estão funcionando bem porque, do contrário, a segurança passa a apresentar falhas.

Uma equipe profissional especializada pode se responsabilizar por essa tarefa. E pode, ainda, encontrar novas ferramentas e soluções que sejam mais eficientes frente às novas ameaças. Vale lembrar que os ataques se modificam e intensificam a cada dia.

  • Invista no treinamento de seus colaboradores

Nenhuma medida vai funcionar plenamente se seus colaboradores não estiverem aptos a cooperar. Mais do que informá-los sobre normas de segurança, investir em um treinamento pode ser a chave para que eles entendam as razões para essas normas e estejam, então, mais atentos ao seu cumprimento.

O treinamento pode, inclusive, dar noções de segurança de rede que permitam ao seu pessoal identificar novas falhas e problemas que coloquem a empresa em risco.

Você já adota alguma dessas medidas para garantir a segurança de rede da sua empresa? Conte sua experiência nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossas novidades
em seu e-mail:

Insira esse código*: captcha