Prolinx

O HD externo é uma tecnologia bastante conhecida no ambiente corporativo. Ela surgiu para atender empresas que precisam manter dados importantes a salvo e de maneira móvel, independente do computador. Mas o tempo passou e essa já não é mais a melhor solução.

Há algum tempo, a computação em nuvem ganha destaque em razão de variadas facilidades e vantagens. Algumas estão associadas ao uso do backup em nuvem e é sobre essa solução que tratamos neste post.

No decorrer da leitura, você vai conhecer as características desse tipo de backup e entender porque sua empresa precisa dessa evolução. Acompanhe 4 bons motivos para abandonar o HD externo!

1. Fragilidade vs segurança

É interessante tratar de segurança quando o assunto é backup. Afinal, a ideia dos HDs externos (ou das fitas do equipamento local) é justamente ser uma forma de manter os dados da empresa protegidos.

Porém, backups físicos já deixaram de ser a melhor garantia de segurança. Esses equipamentos estão sujeitos à danos provocados por quedas e outras situações que comprometam a sua integridade e funcionamento.

Estão sujeitos, inclusive, a situações que são consideradas desastrosas, como roubos, alagamentos ou até incêndios.

Em contrapartida, a adoção do backup em nuvem mantém os dados armazenados em um data center e, ainda, faz com que sejam criptografados. Tudo isso aumenta os níveis de proteção e garante que só pessoas autorizadas consigam acesso.

2. Rotina manual vs rotina automatizada

As soluções de backup físico tipicamente adotadas por empresas demandam uma rotina bem estabelecida para que os dados sejam salvos diariamente.

Isso significa que é preciso designar um ou mais colaboradores para se responsabilizar pela tarefa de salvar todas as novas informações geradas e garantir que o backup esteja devidamente atualizado.

O problema é que esse tipo de backup demanda tempo e costuma se encarado como uma interrupção na rotina normal de trabalho. A consequência? Acaba sendo esquecido ou deixado para depois, colocando a empresa em risco de perder dados relevantes.

Por sua vez, o backup em nuvem tem uma rotina programada e cumprida automaticamente pela equipe de especialistas que oferece o serviço. E o melhor, tudo é feito de maneira remota e em horários que não atrapalhem o dia a dia da sua empresa.

3. Dificuldade de acesso e controle vs facilidade de acesso e controle

Se uma empresa depende de apenas um HD externo porque tem poucas informações a serem salvas, localizar alguma em específico não é uma tarefa difícil. Mas essa dificilmente é a realidade, certo?

Em um universo cada vez mais digital e conectado, o volume de dados gerados por empresas de qualquer segmento cresce a cada dia. Por isso, imagine o trabalho envolvido ao se tentar localizar um determinado documento que pode estar em qualquer um dos diversos equipamentos de backup da empresa!

O backup em nuvem reúne todas as informações da empresa em um só lugar e, por isso, faz com que seja muito mais fácil encontrá-las. E há outra vantagem!

Utilizando soluções físicas, pode ser difícil controlar quem tem acesso a qual informação que está no backup. Na nuvem, é possível estabelecer diferentes níveis de acesso já que há uso de login e senha. E isso garante maior controle das informações.

4. Capacidade limitada vs capacidade flexível

A ideia de ter múltiplos HDs externos ou fitas para o backup está associada ao fato de que esses equipamentos possuem capacidade limitada. Inevitavelmente, quando não há mais espaço, a empresa precisa adquirir mais um e gerar uma nova despesa.

Diferente disso, o serviço em nuvem pode ser contratado para atender perfeitamente às necessidades da empresa. Sua flexibilidade permite que o tamanho da nuvem (e consequentemente o valor pago) sejam alterados sempre que houver necessidade, garantindo melhor controle dos gastos.

Sua empresa está pronta adotar o backup em nuvem e evoluir? Entre em contato e fale com um de nossos especialistas!

Presleyson Lima